EnglishPortuguese
Orçamento

REDE DO BEM NO COMBATE AO CORONAVÍRUS

Mais de R$ 28,2 milhões em doações, captadas junto a 6.691 pessoas físicas e empresas. Mais de 22 mil seguidores no Instagram em pouco mais de dois meses. Os resultados confirmam o sucesso impressionante da campanha #HCCOMVIDA, uma resposta criativa do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) ao movimento espontâneo de diversos setores da sociedade civil para contribuir com a instituição no enfrentamento da pandemia.

Desde janeiro, o HCFMUSP vinha se preparando para a chegada da Covid-19 por meio de seu comitê de crise. E quando o volume de casos começou a crescer no Brasil, a instituição passou a receber contatos de interessados em destinar recursos para a compra de equipamentos e insumos. “Devido à urgência das demandas, a direção optou por ter sua própria plataforma de arrecadação”, comenta Pablo Martins, da Sthorm Human ad-Ventures, consultoria de inovação contratada para liderar o projeto.

O resultado foi o lançamento de um canal próprio de recursos – o www.viralcure.org/hc. Trata-se de uma plataforma de código aberto que não faz custódia de fundos e não cobra taxas, direcionando a totalidade das doações para depósito direto na conta da Fundação Faculdade de Medicina. Essa entidade privada, sem fins lucrativos, foi criada em 1986 por alunos da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) para atuar na promoção do ensino, pesquisa e assistência em saúde.

Objetivo muito além das doações

Mas como difundir e viralizar essa ideia? Foi aí que a Sthorm iniciou os estudos para a concepção de uma marca simbólica. “O #HCCOMVIDA harmoniza os termos Convida e Com Vida, o que tem absoluta relação com o cenário atual, em que a luta por sobrevivência requer espírito coletivo e solidário”, observa.

Porém, o projeto revelou-se muito mais do que uma simples campanha de doações. “Fizemos um trabalho de endomarketing que mostrou desconhecimento de boa parte da população sobre a real importância do HC. Estamos falando não só do maior complexo hospitalar da América Latina, mas de uma instituição com inúmeros legados para a saúde pública e para o incentivo à ciência e pesquisa no Brasil”, pontua. “O #HCCOMVIDA é mais que um convite, é uma missão para manter o HC vivo e a população ainda mais forte”, completa.

Após essa etapa, com o apoio de nomes como o do diretor Jayme Monjardim, personalidades do mundo cultural e do jornalismo foram estimuladas a aderir ao #HCCOMVIDA. A iniciativa mobilizou famosos como Claudia Raia, Fábio Porchat, Marcos Mion, Nando Reis, Ney Matogrosso, Pedro Bial e Xuxa Meneghel. Além de depoimentos para incentivar doações, bandas como Capital Inicial promoveram lives beneficentes. “O mais curioso é que muitos desses convidados disseram ter alguma história de vida ligada ao HC, o que permite que essa plataforma se torne muito mais que um projeto pontual”, analisa Martins.

2019 © Copyright Centro de Convenções Rebouças do HCFMUSP